junho 24, 2008

Pele de Neruda

A sensação foi única: compreender enfim, em todas as possíveis interpretações o que ele queria dizer. E pela minha boca ouvi as suas palavras ecoarem. Tão doces e delicadas, assim como era de se esperar. E daquele lábio o sabor das estimadas hemáceas, glóbulos brancos de futuro, plaquetas de eternidade. Sabor único, sentido vez uma só na vida. E assim é, pelo fato daquilo não se repetir nunca mais, daquela forma uma como ocorreu.
Tudo se embrenhou num momento mágico. A maldade humana poderia injetar-me todos os seus vírus que imediatamente um retrovírus seria criado, o coração amansou, a circulação acalmou. Os olhos extasiados pela situação récem criada, percorria todo o palco do acontecimento, e aquele ambiente fora registrado no filme de coisas que lembramos quando a morte está a nos estender a mão.
Sublime sensação. Ascenção dos corpor. Carícia das estrelas mais altas. Feliz de ter sentidos, de aproveitar e armazenar aquilo.
Na contagem do povo da Terra um dia se passou. E o que parecia mágica se tranformou em cotidiano, raiva, e todas as associações que os nossos precedentes sapiens nos deram ao longo da nossa evolução...
E tudo volta ao normal... vida cotidiana cinza, poucas especulações, falta de vontade de se dar...
E cadê aquela folha que se enraizou em meu peito? Aquele fio que em meu seio jazia?
Ah! vida, vida, vida. É só isso mesmo?

7 comentários:

Camila Silva disse...

Tinha esquecido como era bom vir aqui ler suas palavrinhas.. beijooo :)

Traveler disse...

Não, definitivamente, não é só "isso mesmo"...

Mau Camus disse...

Duvido que a vida seja só isso... Mas, eu pouco acredito em tudo e tenho minhas dúvidas até se ele seja alguma coisa. rs
Bjos

Mau Camus disse...

correção: "tenho minhas dúvidas até se ela seja alguma coisa."

Ricardo disse...

Oi linda, ainda bem que vc me passou seu endereço...amei o que eu li aqui. Você escreve muito bem...

Camila Silva disse...

Um beijo grande Dali.. obrigada pela visita tb.. e as lembranças são ótimas.. heheh.. felizes acima de tudo!

Loucopoeta disse...

Como é prazeroso...
Encontrar alguém
Nos falando de Neruda...
E as sensações
Que ele nos envolve...
Como é gostoso...
Ler e reler
Teu belissimo texto
Onde as palavras
Teem vida...
Ai vida, vida!

Loucopoeta

Adorei...
Sem sua autorização
E tomando a ousadia
A vou "linkar" ao meu...

Se der apareça...
Para saborear a poesia
Deste Louco por AMOR!

Beijos...

...