fevereiro 07, 2012

Fumaça no céu

Eu te pedi que me salvasse. Acreditei nas palavras que te disse. Não sabia se era possível, mas, podia acreditar no que eu te dizia. Você sorri, você sempre sorri, e talvez seja essa a sua característica mais bonita. Sempre compartilho de um bom sorriso seu, é como se eu sempre estivesse a ver o amarelo, vermelho e laranja de Van Gogh. É como se eu estivesse indo trabalhar e aquela cor mágica que só os flamboyants possuem, me levassepara um outro mundo. Onde a realidade é colorida e o ar mais leve. E aos poucos vou descendo naquelas camadas todas de tinta. Você é tão real, seu sorriso tão transformador, que sempre posso passar o tempo a te ouvir contar histórias da vida, sempre de um jeito tão gentil que poderia te pedir em casamento ali mesmo. Você é meu. Vejo, percebo, sinto quando faço careta pra chupar limão. De mim você tem os mais nobres sentimentos, e gosto de me pegar desatenta te desejando alguma coisa boa. Significamos. E isso é o que me alegra, isso é o que me faz registrar cada mudança de expressão sua. Mas estamos preparados? Os traseuntes estão preparados?
Sinto falta de ouvir palavras soltas, voando como magnificos balões em forma do que quer que seja. Mas não, você não pode me salvar, assim como também não posso fazer isso por você. Não por perversão, mas simplesmente por não poder. O vento é tão agradável, gostaria de estar olhando para qualquer pedaço de realidade ordinária com você, mas onde está a minha paciência? Será que aquele manjericão a ingeriu? Onde está você quando toco a cadeira e sinto só um resto do seu calor? É o que você quer. É o que eu não quero. Um impasse. E não há como resolver isso, pelo menos não por agora. Você não quer. Eu quero. Mas o preço da sua diversão, o preço que se tem a pagar pela sua atenção e consciência é muito alto. E o que me trazes de lá? Um pingente de estrela? Um papel de parede do cosmos? Eu não consigo ver nada, talvez você esteja muito acima, não posso simplesmente segurar no seu pé, não posso e não quero esmolar nada.

6 comentários:

marinanolasco disse...

noss texto lindo adorei essa frase " Você sorri, você sempre sorri, e talvez seja essa a sua característica mais bonita." mto legal aqui! :*

Rasta disse...

hum...

Love s2 disse...

Amei, amei, amei!!! Você escreve muitíssimo bem! Quem sabe algum diz eu escreva assim também...
Visita? http://poema-verso-e-prosa.blogspot.com/

Rute de Carvalho Magalhães disse...

True. Não que esmolar nada.

Sunshine disse...

"Não quero esmolar nada."

Anônimo disse...

nice blog
lcamaro