setembro 11, 2009

Fotossíntese

Vida boa, vida doce, vida linda, vida boa, agridoce, maravilhosa, vida. Sim, vida boa, boa vida. A que eu tenho. Doce, doce, doce. Sem medos de hiperglicemia ou diabetes. A sobra eu mando pra minhas hemáceas se recuperarem dos etílicos viciantes...rs
Ah! os meus galhos vivem erguendo-se para se alimentarem de energia dourada, e como adoro sentir o vento balançar as minhas folhas no final de uma tarde mansinha. Me sinto tão bem que posso sair por aí a gritar que essa é a melhor de todas as vidas. Vejo, sinto, ardo. Como e bebo e cheiro. Abraço e exponho em forma de algodão - doce toda a doçura que tenho ao meu redor. Um ou outro problema existe, mas eu os alimento com sol, e não tarda eles também florescerem - e me mostrarem no final as belas flores doces que estavam escondendo.
Nada mais a fazer do que me extasiar com as cores do arco-íris que eu mesma sei fazer. Gostava de receber dicas via sms de como deixá-los mais bonitos =)

"A cor do jardim
Faz a vista descansar tão bem
Mas menos que ver o seu sorriso ao sol
Num caldeirão de esperas
De um ricochete no rio..."

2 comentários:

Van-nessa disse...

êlêlêeeee...
devem ser os seres verdes...
mesmo que ao longe...

"olha pro céu meu amoooooooor
veja como ele está lindo..."

Espinheira disse...

Sem dúvidas essa é a melhor de todas as vidas, a melhor!