agosto 02, 2009

Abra-cadabras em potinhos

É domingo eu sei. Sei de toda monotonia que o rodeia.
Mas sabemos tambem como colocá-la trancafiada em um vidrinho.
Não precisa me dizer uma vez outra, estou espirrando e não posso
tomar sereno.
Mas que tal usar os seus pés ao invés dos meus?
Enquanto isso eu posso utilizar um pouco dos apredizados
que tivemos ultimamente e produizir algo que agrade ao paladar.
Pouca coisa.
Uma tela, uns poemas, umas musicas.
É isso...
E me faz bem ouvir os seus "erres" tão puxados, e os
meus tão calados...
Me dá um pedaço de maçã?

2 comentários:

Van-nessa disse...

eu chamo isso de saudade! =)

Tangerine disse...

Verdade...

"Ai, ai
Vai ver é só você
Ai, ai
Vai ver é só você querer
Distante, imaginar
Caberia a quem dizer:
"Amor, eu vivo tão sozinho de saudade"

;D