abril 04, 2008

Eu era ela.
Sim e ela a mim bastava.
Ela em mim residia,
E eu em sua pele bailava.

Ah! Não quero essa cara plástica em minha face
Cansa-me todo esse teatro cotidiano,
esse ir que leva sempre dia todo
a lugar desconhecido nenhum...

Pois é, eu sou ela
Fazer o que?
Pagando o preço
Secando lágrimas e as provocando também
(afinal de contas não jaz nenhum santo aqui)
....

2 comentários:

Traveler disse...

bom ver q vc não deseja essa cara plástica!
deite-a ao chão então!
=]

RUDE disse...

bonita
:)
i like your mind, give me?