janeiro 04, 2009

Quem sabe quatro segundos

Quatro segundos para pensar, medir, refletir. Para meditar, questionar e talvez repetir. Outra vez o desejo do bem, o caminho do acerto. Alguns segundos para as desculpas, para os band-aids nas feridinhas, e também a desintoxicação dos olhos. Fazer partir as lágrimas salgadas de tristeza, por um arco-íris dentro daquelas minhas íris. E respirar profundamente, sem medo de nenhum corpo externo venha atrapalhar a trajetória do ar até os meus pulmões. E lembrar do ano que passou, dos primeiros momentos dele ao seu lado. Do vinho derramado e de tantos outros tomados. E pedir pra que esse amor não morra tão rápido, que o seu relógio enfim encontre uns quatro segundo que seja pra voltarmos a comer aquelas amoras selvagens. Produzir novos signos, saudar o futuro e a eternidade. E beijar-te assim os olhos, insuflando toda a verdade que os seus poros necessitam para seguir em frente. "4 de Janeiro é um dia difícil pra mim, sempre foi".

4 comentários:

Mr guima disse...

Olha o cara bx astral ali ó...
nem sabe andar de bike. tá pior que eu...

¬¬

Simone Schuck disse...

Essa foto é de algum filme - desculpe a ignorância?

Adorei o escrito. Bom início de ano.

Livia Queiroz disse...

E aki estou eu, dez dias depois do dia dificl!!!
Bom...Que esse quatro segundos sejam transformados em eternidade de tempo bom!

Ja falei: Sou Fãããããã D. Moça!



Saudades

Rudsson disse...

dia 14 é sempre dificil pra mim.