maio 05, 2008

Ah não! Com certeza isso não irá nos afetar. Deixa a rotina, a cara de paisagem com eles. Pra nós, "o outro lado".
Eu quero amar, quero aprender, quero ouvir a música que faz o seu coração, o aroma que produzem os seus delicados cílios ao se tocarem. É com isso que quero preocupar-me.
Em segurar as florzinhas que me concedes em nossas constantes amarelas caminhadas. Sentir o vento, e segurar a sua mão.
Acho que por enquanto o que mais desejo é o não embrutecimento. Pois os números viciam, e se você não tomar o cuidado reuqerido por eles, em tempo pouco você se transforma em um. É aquele velho ditado de Nietzsche sobre o cuidado de lidar com os monstros... Se não prestarmos atenção acabamos nos tornando um deles.

O mundo é muito mais do que essa casca áspera e sem cor ;)

2 comentários:

Traveler disse...

isso me lembra, Amelie, sábados a tarde e mais milhares de coisas...
"Quero ir aonde vc for..."
=]

RUDE disse...

vc e suas formas de me falar coisas indiretamente. *_*